Sombras na areia

Fotografias fascinantes que vão fazer pensar e letras de músicas eternas na nossa memória.

Nome:
Localização: Coimbra, Portugal

10 março, 2006

Voar por todos os cantos do céu




Filme De Mim >> Deborah Blando


Andar no ar
Parar de pensar
Voar por todos os cantos do céu
Olhar sem ver
Falar sem dizer
E ser somente agora

O Universo gira em mim
Meu tempo é ilusão
Dou de volta o que eu quis
Só pra ser feliz
Mudo regras e sinais
Viro contramão
O que eu fui eu não sou mais
Somos imaginação

O que vem se vai
Nada é permanente nem igual
E continua a mudar
Quero ir além
Ver o bem que está dentro do mal
E aprender a aceitar

O que vem
O que vai
O que fui e o que sou
O que tem
Que não tem
O que a vida me negou

Eu ando zen
Eu ando ninguém
Eu deixo as dúvidas soltas no ar
Não sei dizer
Nem quero saber
Nem tento adivinhar

Um mergulho em outro mar
O fundo da questão
Troco tudo de lugar
Mudo de estação
Eu nasci pra inventar
Recriar do nada
Aprender a caminhar
Pela margem da estrada

O que vem se vai
Nada é permanente nem igual
E continua a mudar
Quero ir além
Ver o bem que está dentro do mal
E aprender a aceitar

O que vem
O que vai
O que fui e o que sou
O que vem e vai
O que tem
Que não tem
E o que a vida traz
O que a vida me negou

Vejo tudo passar
Deixo tudo existir
Eu insisto em chegar e partir
Quero filmar
Outro filme de mim
Num roteiro sem fim

O que vem se vai
Nada é permanente nem igual
E continua a mudar
Quero ir além
Ver o bem que está dentro do mal
E aprender a aceitar

O que vem
O que vai
O que fui e o que sou
O que vem e vai
O que tem
Que não tem
O que eu sou
O que vem
O que vai
O que fui e o que não sou
O que a vida traz e sempre me negou
O que a vida me deixou

O universo gira em mim
Eu nasci pra ser feliz
Dou de volta o que eu sempre quis
Um mergulho em outro mar
Troco tudo de lugar
Recriar do nada, nada, nada.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

/body>